Governadora do Paraná: “Aqui as tropas federais não entram”


Precisamos de mais mulheres no comando da política!

O Brasil tem que alterar urgentemente o quadro político nas próximas eleições e renovar inteiramente o Senado e o Congresso Nacional […] nossos políticos estão ‘viciados’ em poder e corrupção, além de serem totalmente despreparados para tomarem decisões em momentos importantes.

Ou o povo muda esse país ou (inevitavelmente) o Exército tomará o controle da situação.

Na tarde da última sexta-feira (25), a atual governadora do Paraná, Cida Borghetti, demonstrou que há saída para a crise através do diálogo.

Ao contrário de Michel Temer e seus ministros ‘ogros’, Cida se reuniu com as lideranças dos caminhoneiros paranaenses e conseguiu chegar a um acordo razoável para enfrentar a ‘crise dos combustíveis’. (ou crise dos impostos)

A governadora assegurou que: “No estado do Paraná, a Força Nacional entrará para coibir as manifestações”, conforme foi ordenado expressamente pelo presidente Michel Temer em um ato monocrático através de decreto.

Um dia antes, na quinta-feira, Temer anunciou um ‘falso’ acordo que o governo teria feito com os caminhoneiros, mas tudo não passou de um ato combinado com pelegos de 2 ou 3 sindicatos que não representam os caminhoneiros autônomos.

Demonstrando sensibilidade, altruísmo, compreensão, amor ao próximo, espírito de equipe e principalmente coragem, Cida Borghetti afirmou que o governo do Paraná apoia a greve, desde que mercadorias essenciais, de interesse comum, cheguem até seu destino.

Parabéns à governadora! É assim que se age, com firmeza e coerência.

Os estados brasileiros precisam ser mais independentes do governo federal, assim como acontece em países de primeiro mundo.


Veja o vídeo:


publicidade